Terrorismo em Moçambique suas implicações

Introdução A presente pesquisa tem como horizonte geográfico Moçambique que é um Estado situado na região Austral de África e é um dos membros fundadores da Comunidade para o desenvolvimento da África Austral (SADC), e está empenhado no processo de integração regional. A superfície de Moçambique é de cerca de 799.380km da superfície total da…

Leia mais

Relações Moçambique –Malawi: Uma reflexão em Torno da Pretensão Malawiana na navegabilidade dos Rios Shire e Zambeze

O tema em pesquisa enquadra-se  espacialmente  no  Malawi[1]  e  em  Moçambique.  O  Malawi  é importante para a nossa abordagem pois é deste Estado que se aborda a Politica Externa e os esforços para a aquisição do aval para a navegabilidade no Shire[2] e no Zambeze. Moçambique  é  relevante  pois  da  navegabilidade  podem  advir  implicações negativas…

Leia mais

Contributo da Integração na Africa Austral para o desenvolvimento económico dos Estados Membros: Caso de Moçambique.

Este  enquadra-se  espacialmente  na SADC e  em  Moçambique. A SADC  é importante para a nossa abordagem pois é neste órgão onde foram desenvolvidos as infra-estruturas para garantir as acessibilidades quer internas de cada país  membro quer regionais, pois permite a livre circulação de pessoas e bens promovendo desenvolvimento que é vital  para a promoção do…

Leia mais

Estado Democrático de Direito, Pluralismo jurídico e Direito Internacional de Moçambique

A complexidade do Estado Democrático de Direito tem suas origens na concepção iluminista, onde se buscavam valores como liberdade, igualdade e separação dos poderes que, até então, eram usurpados pelo monarca, o rei Luís XVI, em detrimento do povo em todos os ambientes dominados pela coroa francesa, na época denominada “Monarquia Constitucional”, que, embora em…

Leia mais

Cooperação Brasil-África: Guiné-Bissau na era Lula

O Brasil encontra muitas de suas raízes culturais no continente africano e, em particular, nas ex-colônias portuguesas: Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Angola e Moçambique. Se compartilharam o domínio do império lusófono, eles tiveram destinos bem diferentes e o Brasil pôde conhecer uma evolução significativamente mais importante que o tornou uma das maiores potências econômicas internacionais enquanto seus pares africanos, em grande parte, se mantiveram em um grau extremo de subdesenvolvimento.

Infelizmente, nesse quadro crítico, as liberdades tão fundamentais ao desenvolvimento nacional junto com o respeito aos Direitos Humanos sempre foram muito fragilizados, conduzindo ao atolamento em crises políticas, de saúde pública, educação ou ainda econômicas graves. É o caso da Guiné-Bissau sobre a qual concentraremos nossa análise. As relações diplomáticas do país africano com o Brasil são particularmente estratégicas hoje, tanto que a Folha de São Paulo, em maio de 2014, chegou a defini-la como a sua “nova vitrine internacional”.

Leia mais

Sul Global em foco – As 13 economias que vão crescer mais neste ano

China, Ruanda, Tanzânia, Moçambique,  Butão,  Índia, Papua Nova Guiné, Costa de Marfim, Uzbequistão,  Myamar, República Democrática do Congo, Turcomenistão, Etiópia…  13 países bastante diferentes entre si, mas que possuem um fator em comum, o elevado ritmo de crescimento em um cenário econômico adverso, sendo as nações que mais crescerão nos próximos anos conforme o relatório…

Leia mais