OS LIMITES DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA APÓS O IMPEACHMENT – DE JOSÉ SERRA A ALOYSIO NUNES FERREIRA

Simplificar as complexidades da política externa é uma atitude tentadora. Por vezes pela via do personalismo (reduzindo políticas públicas às idiossincrasias do chanceler), outras vezes propugnando um downsizing institucional[i] (na direção de menos tarefas, menos ambiciosas, mais eficiência). A sedução das narrativas simples ajuda a reduzir ansiedades políticas e facilita a comunicação. Aparentemente, dissolve incertezas…

Leia mais

A morte do diálogo e a decadência semântica na política e nas relações internacionais

Durante anos estudiosos, politólogos, filósofos e simpatizantes alimentaram um certo romanticismo em relação às discussões e ao ambiente dentro das instituições políticas na Idade Antiga. A imagem de homens doutos defendendo mediante o uso da retórica e outras técnicas discursivas o destino de suas nações serviram como base para o diálogo político no mundo contemporâneo.…

Leia mais

Crise Internacional de 2008, recuperação e desafios: mudança de paradigma e reflexos junto às economias emergentes

A crise econômica que rompeu no mercado imobiliário norte-americano, relacionado ao mercado de hipotecas de alto risco ainda em meados de 2007, alcançou o mundo em 2008 e converteu-se em uma crise financeira internacional, que de maneira inédita transformou-se em um mal-estar financeiro  um mal-estar econômico nos países de alta renda, trouxe uma crise na…

Leia mais

Turbulências na integração regional: MERCOSUL à deriva

Por: Carlos Frederico Pereira da Silva Gama[i] A Nova República vivia crise de proporções inéditas. No semestre do impeachment de Fernando Collor, o Brasil ocupava a presidência temporária do MERCOSUL. Itamar Franco chegou ao Planalto como incógnita: desconhecido da população brasileira, classificou seu próprio ministério de “pífio”. Apesar disso, o MERCOSUL permaneceu sob presidência brasileira…

Leia mais

2017 e a Era das Mudanças

Nas últimas décadas o panorama internacional foi marcado por movimentos de integração e pelo aumento das relações e interdependência entre as nações. A chamada Era Multipolar teve na globalização um dos seus principais vetores, levando a humanidade a um patamar desconhecido de desenvolvimento e crescimento além do surgimento de uma consciência global reforçada pela existência…

Leia mais

Novo Ciclo: Reflexões

O que pode ser dito do ano de 2016, quase que em tom de retrospectiva, é que este foi marcado por uma série de acontecimentos que se não no presente, no futuro serão observados como fundamentais para o debate e a reestruturação dos paradigmas com os quais estávamos acostumados a lidar. Devido à velocidade com…

Leia mais