A Espanha na encruzilhada de crises: incerteza e memória nas democracias do século XXI

Carlos Frederico Pereira da Silva Gama[i]   No segundo semestre de 2019, as redes sociais na Espanha foram invadidas pelas Taifas – os reinos muçulmanos sucessores do Califado de Córdoba entre os séculos XI e XIII. Na campanha eleitoral que se seguiu ao fracasso do governo socialista de Pedro Sánchez em formalizar uma aliança com…

Leia mais

Entre a Globalização e a Autarquia: a França de Jacques Chirac

Carlos Frederico Pereira da Silva Gama[i] Em 26 de Setembro de 2019 falecia Jacques Chirac, aos 86 anos. Presidente da França por 12 anos (1995-2007), primeiro-ministro (1974-76, 1986-88), prefeito de Paris, Chirac foi um dos últimos líderes mundiais do período da Guerra Fria. Semanas depois, em 8 de Outubro, agricultores fechavam as principais rodovias da…

Leia mais

A Window upon Constraints: Three years after popular vote, the UK still requests further Brexit delays

Three years after popular vote, the UK still requests further Brexit delays Carlos Frederico Pereira da Silva Gama[i] Three years after “leaving the European Union” conquered 52% of the votes in a national referendum, British Prime Minister Theresa May (Conservative Party) still seeks further extensions of the Brexit implications from an increasingly impatient EU. As…

Leia mais

O Brasil de Jair Bolsonaro na ressaca da Globalização Liberal

Carlos Frederico Pereira da Silva Gama[i]   Após duas décadas de governos que viveram os êxitos da globalização pós-Guerra Fria, o Brasil amanheceu em 2019 sob nova direção, saturado de outros slogans. O retorno a concepções nacionalistas de décadas (senão séculos) atrás, à primeira vista, configura um retrocesso brutal. Não obstante, o Brasil soberanista não…

Leia mais

As Contradições da Democracia Liberal nas Eleições da Itália

Carlos Frederico Pereira da Silva Gama[i] As contradições da globalização se chovaram novamente nas urnas da Europa. Como na França, a “nova política” da tecnologia e empreendedores derrotou partidos tradicionais[ii]. Como na Alemanha, nenhum partido conquistou a confiança da maioria dos eleitores[iii]. Como no Reino Unido, a União Europeia saiu das urnas com um expressivo…

Leia mais

Vitórias Inconclusivas: o desgaste da democracia liberal

Carlos Frederico Pereira da Silva Gama[i] 48 horas após a formação de novo ministério, o Presidente da República perde 4 quase-ministros simultaneamente. O motivo? Acusações de corrupção. Mesmo com maioria de votos no Parlamento, a capacidade de articulação da Presidência se fragiliza diante da opinião pública. Não sentimos mais surpresas, no Brasil de Michel Temer.…

Leia mais

OS LIMITES DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA APÓS O IMPEACHMENT – DE JOSÉ SERRA A ALOYSIO NUNES FERREIRA

Simplificar as complexidades da política externa é uma atitude tentadora. Por vezes pela via do personalismo (reduzindo políticas públicas às idiossincrasias do chanceler), outras vezes propugnando um downsizing institucional[i] (na direção de menos tarefas, menos ambiciosas, mais eficiência). A sedução das narrativas simples ajuda a reduzir ansiedades políticas e facilita a comunicação. Aparentemente, dissolve incertezas…

Leia mais

Turbulências na integração regional: MERCOSUL à deriva

Por: Carlos Frederico Pereira da Silva Gama[i] A Nova República vivia crise de proporções inéditas. No semestre do impeachment de Fernando Collor, o Brasil ocupava a presidência temporária do MERCOSUL. Itamar Franco chegou ao Planalto como incógnita: desconhecido da população brasileira, classificou seu próprio ministério de “pífio”. Apesar disso, o MERCOSUL permaneceu sob presidência brasileira…

Leia mais