Contributo da Integração na Africa Austral para o desenvolvimento económico dos Estados Membros: Caso de Moçambique.

Este  enquadra-se  espacialmente  na SADC e  em  Moçambique. A SADC  é importante para a nossa abordagem pois é neste órgão onde foram desenvolvidos as infra-estruturas para garantir as acessibilidades quer internas de cada país  membro quer regionais, pois permite a livre circulação de pessoas e bens promovendo desenvolvimento que é vital  para a promoção do…

Leia mais

Anuário NEMRI

O NEMRI – Núcleo de Estudos Multidisciplinar de Relações Internacionais surgiu com o intuito de criar um canal de diálogo e debate aberto a toda comunidade acadêmica, pesquisadores, profissionais e pessoas interessadas nas relações internacionais e nos temas que envolve o cenário internacional. A cada dois meses aproximadamente os membros do núcleo definem um ciclo…

Leia mais

Os desafios de 2016

O ano de 2015 sem dúvidas resultou ser um dos mais complexos e atribulados desde o início da segunda década deste novo milênio. Marcado por conflitos, paradoxos e paradigmas resultantes da evolução de uma série de fatores presentes no cenário mundial. No decorrer do ano passado, uma série de questionamentos em relação ao futuro do…

Leia mais

A Ascensão da África

Dos treze países que mais vão crescer até 2017, segundo o Banco Mundial, quase metade deles (seis dos treze) se encontram na África Subsaariana, incluindo o com as maiores taxas crescimento nos últimos anos, a Etiópia. Estes países africanos conseguem atingir níveis de crescimento similares aos Chineses nas décadas passadas, mesmo em um cenário de…

Leia mais

Cooperação Brasil-África: Guiné-Bissau na era Lula

O Brasil encontra muitas de suas raízes culturais no continente africano e, em particular, nas ex-colônias portuguesas: Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Angola e Moçambique. Se compartilharam o domínio do império lusófono, eles tiveram destinos bem diferentes e o Brasil pôde conhecer uma evolução significativamente mais importante que o tornou uma das maiores potências econômicas internacionais enquanto seus pares africanos, em grande parte, se mantiveram em um grau extremo de subdesenvolvimento.

Infelizmente, nesse quadro crítico, as liberdades tão fundamentais ao desenvolvimento nacional junto com o respeito aos Direitos Humanos sempre foram muito fragilizados, conduzindo ao atolamento em crises políticas, de saúde pública, educação ou ainda econômicas graves. É o caso da Guiné-Bissau sobre a qual concentraremos nossa análise. As relações diplomáticas do país africano com o Brasil são particularmente estratégicas hoje, tanto que a Folha de São Paulo, em maio de 2014, chegou a defini-la como a sua “nova vitrine internacional”.

Leia mais

Atores Marginais

Assim como toda ciência, ou método investigativo científico, as Relações Internacionais precisam eleger uma série de ferramentas e pressupostas para realizar sua análise. Um conceito central é a existência e determinação dos agentes, ou atores (na linguagem das RIs), sendo eles o Estado-nação e as Organizações Internacionais (OI). Todos os demais agentes sociais devem ser…

Leia mais